domingo, 25 de abril de 2010

AUTO DA LIBERDADE - XICA DA SILVA

"E diz o poeta ao vigário,
Com prudência:

"Tenha meus dedos cortados
Antes que tal verso escrevam..."


LIBERDADE, AINDA QUE TARDE,


Ouve-se ao redor da mesa,
E a bandeira já está viva,


E sobe, na noite imensa.
E os seus triste inventores".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia