quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A SEDUC NA UNIVASF

Espaço Multieventos da UNIVASF

SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INFANTIL
Novos Tempos, Novos Desafios
Gerência de Educação Infantil
Gerência de Valorização e Formação Continuada
SEDUC

NOVO CENÁRIO PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

O novo cenário para a Educação Infantil traz consigo possibilidade e desafios. è preciso repensar aspectos que vão desde o financiamento público à formação do professor, compreendendo todas as nuences da modalidade. Este seminário é um espaço para a reflexão. Nele, a educação Infantil ocupa lugar central e recebe um olhar que denota a sua importância para que consistentes avanços sejam conquistados na educação brasileira.

FONTE: SEDUC

CORAL INFANTIL - SEDUC

"Um Show de bola" diz o Profº Plínio Amorim encantado com a apresentação " Estamos aprendendo a trabalhar com educação Infantil" "estou em busca de resultados" assim vai o Secretário de Educação de Juazeiro construindo e fazendo história na educação da cidade.

NOVOS TEMPOS, NOVOS DESAFIOS - EDUCAÇÃO INFANTIL

Profª Drª Ordália Alves Almeida foi a palestrante, com uma grande aula sobre a cultura infantil "temos que tratar as crianças como crianças" e também falou sobre os desafios da atualidade.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

UMA PROFESSORA DIFERENTE

O professor, ator, agitador cultural Nilton Miranda conhecido com Morroia ou Risolino por fazer um belo trabalho como Palhaço em nossa região. Está lançando uma nova peça de Teatro que tá marcada a fazer uma grande sucesso " A PROFESSORA QUE SABIA DEMAIS ". Conta a vida de uma professora que inventou um novo método de ensino. Aprende a ler ligeirinho, ele fala que Cléo Pires está lhe imitando na revista Playboy escrevendo poemas pelo corpo. "escreveu não leu, o pau comeu!" disse a nossa professora.

SALA PROFESSORA ARACI

PROFESSORA ARACI É HOMENAGEADA

As professora Ana Maria, Marina, Eliana e o professor Valtemir com a homenageada
Professora Araci.


Professora Araci cercada pelas amigas professoras Bel, D. Ivonete, Profª Eliana.

O professor Bosco também estava presente.

ELA MERECE !

Na homenagem a professora Araci, a Diretora do Colégio Paulo VI, professora Deijalva Rocha falou da importância das pessoas que tem compromisso com a educação e de sua amiga Profª Araci Monteiro.

Professor Valtemir e a Professora Lindaraci prestaram homenagem a colega de luta.

A Professora Eliana coordenadora do Colégio Paulo VI também estava presente.

PROFESSORA ARACI MONTEIRO

O Colégio Paulo VI presta homenagem a professora Araci Monteiro , ela é muito querida e estava muito feliz com a homenagem feita pelos amigos professores.

JUAZEIRO ANTIGO

"Os edifícios antigos não nos pertencem. Em parte, são propriedades daqueles que os construíram; em parte, das gerações que estão por vir. Os mortos ainda têm direitos sobre eles: aquilo por que se empenharam não cabe a nós tomar"

Temos liberdades de derrubar o que construímos. da mesma forma, o direito sobre obras a que outros homens dedicaram a vida para erigir não desaparece com suas mortes."
John Ruskin







domingo, 22 de agosto de 2010

PROFESSOR EDSON CRIA MÚSICA SOBRE O MEIO AMBIENTE

O professor de matemática Edson, presente nas oficinas do Projeto de Gestão Ambiental GPONTES, no colégio Paulo VI criou várias músicas com o meio ambiente.

GPONTES - PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL

O programa de Gestão Ambiental de Obras de Implantação de Pontes em Rodovias Federais, conhecido como GPONTES, pretende cumprir as condicionantes para a emissão de licenças ambientais. O trabalho de educação e comunicação socioambiental desenvolvido é uma das exigências do IBAMA para a construção das pontes

ORIGEM: Projeto GPontes - Gestão Ambiental de Pontes

GPONTES VOLTA A JUAZEIRO E PETROLINA

O programa de Gestão Ambiental de Obras de Implantação de Pontes em Rodovias Federais, conhecido como GPONTES, realiza a segunda campanha de sensibilização, conscientização e envolvimento da comunidade ribeirinha nas questões socioambientais e de sustentabilidade, mostrando os benefícios e adequações ambientais, resultantes da construção da ponte Presidente Dutra, na BR407, entre as cidaes de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE).

De três em três meses, a equipe multidisciplinar da Universidade Federal do Paraná (UFPR) visita a cidade, cumprindo três campanha em cada localidade. A segunda visita aos municípios pretende dar continuidade ao trabalho realizado anteriormente, no mês abril deste ano, consolidando conceitos socioambientais através de ecoformação, educomunicação e educação socioambiental.

A equipe, cuja coordenadora é a professora Marcia de Andrade Pereira, é formada por quatro integrantes: três educadoras - Maria Luiza Wiederkehr, Evildia Bassi e Consuelo Rodrigues - e um comunicador socioambiental - André Chiarati. O programa acontece em parceria com o DNIT, a UFPR, envolvendo as prefeituras dos municípios, escolas públicas e construtoras responsáveis pela execução das obras.

ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO: André Chiarati - andrechiarati@gmail.com

OS QUATRO ELEMENTOS DA NATUREZA

"Tudo o que acontece no mundo, seja no meu pais, na minha cidade ou no meu bairro, acontece comigo. Então, eu preciso participar das decisões que interferem na minha vida."
Herbert de Souza, o Betinho

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de Pontes
Capa da Cartilha do Projeto Ambiental GPONTES

EDUCAÇÃO SOCIOAMBIENTAL & ECOFORMAÇÃO


FONTES: Projeto GPONTES - Gestão de Ambiental de Pontes

O QUE É UMA PAISAGEM ?

Paisagem é tudo aquilo que podemos observar ao nosso redor. Seja uma sala de aula, um bosque bonito, um rio poluído, uma rua movimentada, uma ponte, ou uma criança brincando. Qualquer quadro ou cenário que nosso olhos possam observar é uma paisagem, isto é, a imagem que enxergamos. Agora podemos estudar um pouco o que faz parte da natureza e entender melhor o papel dos quatro elementos essenciais à vida humana e que estão no ambiente.

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de Pontes

A HISTÓRIA DOS QUATRO ELEMENTOS

Quem já ouviu falar que a água e o ar são elementos essenciais para a existência do ser humano?
Pois é, além deste elementos existem mais dois, também essenciais, para a sobrevivência de todos os seres vivos do planetas: a terra e o fogo, que juntos com a água e o ar formam o conjunto dos quatro elementos da natureza.

Quatro elementos da natureza é uma expressão que surgiu lá na Grécia Antiga, onde os grandes pensadores tentavam descobrir qual era o elemento que formava todas as coisas. Um achava que a origem das coisas estavam na água, outro no ar, outro no fogo e outro ainda na terra. Este último, o qual acreditava que o elemento Terra formava todas as coisas, acabou concluindo que na realidade, tudo era formado por esses quatro elementos.

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de Pontes

A TERRA

A terra é o elemento responsável pela produção da maior parte do que conhecemos como produtos ou alimentos. Mas não faz isso sozinha. Precisa do calor do sol, do ar e da água para que seja produtiva e fértil, Mas, as atitudes humanas erradas, como a poluição dos rios e do ar, além do desmatamento descontrolado, têm provocado o aumento de áreas impróprias para a vida e para a agricultura, ampliando os desertos, ou áreas desertificadas.

É da terra que retiramos os minerais necessários ao desenvolvimento da sociedade, e esta exploração está diretamente relacionada aos produtores e bens que construímos, consumimos e adquirimos, como a nossa casa, carro, bicicleta, latinhas de alumínio, etc. Portanto, quando for comprar algo, sempre pense na real necessidade de tal bem para a sua vida, pois o mesmo foi retirado da terra, modificando uma estrutura que a natureza levou milhões e milhões de anos para construir.

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de Pontes

AR

O ar é o elemento fundamental para a vida. Sem o ar não é possível viver nem plantar, e as florestas, rios e o mar não existiriam. Todo ser vivo precisa respirar para viver, inclusive as plantas. O homem, todovia, parece não saber disso. Automóveis aos milhões, gado em número quase maior que pessoas, indústrias sem planos ambientais têm provocado não só a poluição do ar que respiramos mas um fato mais grave ainda o aquecimento do planeta. O chamado aquecimento global.

Assim ao elemento AR relacionados o vento, a respiração, a água na condição do vapor que formam as nuvens, e consequentemente a chuva. No ar voam as aves e insetos, e é para onde vão os resíduos gasosos resultantes das atividades ocorridas na terra, seja por conta do desenvolvimento humano, pelo aumento da população, ou pelo aumento das fábricas e do números de veículos, que provocam i aquecimento da temperatura na terra, contribuindo para o aumento do efeito estufa, como veremos adiante.

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de Pontes

ÁGUA

A água é o elemento mais abundante na natureza. Dois terços de todo o planeta são formados de água, seja dos oceanos, dos rios ou dos lagos.
A água está presente em toda parte, ora no estado líquido, sólido ou gasoso. Ela ocupa cerca de 70% da superfície do nosso planeta, sendo que 97% é a porção de água salgada, presente nos mares e oceanos. 2.5% (aproximadamente), é a porção de água doce, presente nas geleiras e na parte subterrânea da terra, isto é, nos lençóis freáticos.


A água é essencial apara a sobrevivência do humana e de todos os animais e plantas que habitam a Terra. Além disso, é importante para nosso corpo e para o nosso bem estar.



Entretanto, a água doce disponível para o uso doméstico, ou seja, para beber, escovar os dentes, tomar banho e cozinhar os alimentos está presente em menos de 2,5% (aproximadamente) de toda a água doce do planeta.
Assim, a água que precisamos para beber, cozinhar os alimentos, ou seja, para uso doméstico em geral. Está rareando cada vez mais disso. Torneiras abertas para escovar os dentes, banhos demorados, carros e calçadas lavadas com águas tratadas fazem com que se esgote o manancial de água doce e, um dia, se o homem não mudar seus hábitos passará sede.

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de Pontes

O FOGO

O fogo é responsável por várias transformações na natureza. Quando falamos no fogo como um dos quatro principais da natureza, não estamos falando só do SOL especificamente, mas também de todas as formas de calor, Sem o fogo não poderíamos ter as sensações de frio ou quentes. não teríamos as estações do ano e as plantas não poderiam nascer, nem os animais viverem. Mas o SOL, nosso amigo poderá em breve ser nosso maior inimigo. A poluição do ar está provocando um aquecimento exagerado da atmosfera.

Não é o sol que está esquentando e sim o que cientista e técnicos chamam de "efeito estufa". Esse efeito faz com que a atmosfera transforme-se em um gigantes forno: a temperatura FOGO está relacionado á energia, aqui compreendida em seus inúmeros desdobramentos, como aquela que movimenta fábricas, que gera movimento de veículos e também aquela que gera calor. há ainda a energia industrial e de usinas elétricas a carvão (vegetal ou mineral) que geram grandes danos ao nosso meio ambiente.

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de Pontes

MAS O QUE É MESMO ESSE TAL DE EFEITO ESTUFA ?



É a diminuição de gases naturais que protegem o Planeta Terra Contra os efeitos danosos dos raios solares. Por exemplo: a agricultura contribui para o aumento do efeito estufa, com a liberação de gases tais como metano (CH4), dióxido de carbono (CO2), monóxido de carbono (CO), óxido nitroso (N2O) e demais óxido de nitogênio.

FONTE: Projeto GPONTES - Gestão Ambiental de POntes

OFICINAS SOCIOAMBIENTAIS

Nas oficinas aplicadas, por meio de cartilhas educativas, mascote e fantoches, músicas e comunicação, os participantes são convidados a refletir sobre hábitos e costumes e de como transformar a realidade no qual estão inseridos por meio de práticas socioambientais.

As oficinas são pensadas para públicos específicos, buscando envolver o maior números de cidadão possível. As atividades acontecem para crianças e jovens das escolas públicas dos dois municípios, com idades entre 6 e 15 anos.

Participam também diretores, professores, funcionários e educadores interessados. Com esses públicos são desenvolvidas atividades como teatro, música ambientais entre outras expressões artísticas.

"Levamos os conceitos socioambientais para dentro das escolas de forma lúdicas e leve. A arte e a comunicação propiciam aos participantes momentos de conhecimentos e criativas" comenta Maria Luiza Wiederkehr, educadores socioambiental da equipe.

GPONTES: O programa de Gestão Ambiental de Obras de Implantação de Pontes em Rodovias Federais, conhecido como GPONTES, é uma parceria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte através do Instituto Tecnológico de Transporte e Infraestrutura (ITTI). O objetivo do projeto é cumprir as condicionantes para a emissão das licenças ambientais requeridas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

TEXTO: Andre Chiarati - andrechiarati@gmail.com

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Tombado por órgãos oficiais ou não, é um bem cultural que simboliza a formação de um povo e carrega testemunhos de sua história.

As relações entre passado e presente e as mudanças ocorridas em uma cidade ao longo do tempo, por exemplo, são representadas no centro histórico - suas diferentes arquiteturas, seu traçado urbano, o desenho das ruas, tudo pode ser uma referência para que se compreenda o mudo de vida dos antigos e atuais habitantes de um lugar, independentemente da beleza artística.

Da mesma maneira, arquivos históricos, jardins, parques, praças e artefatos de época podem ser considerados patrimônios históricos por sua importância como documentos de uma época.

TEXTO ORIGEM: Revista Nova Escola

PATRIMÔNIO ARTÍSTICO


O QUE É
Os bens artísticos ou mobiliários ( esculturas, telas, móveis, em peças únicas ou acervos ) que tenham relevância cultural para a comunidade.


Identificam uma região ou um povo por ser uma referência estética, plástica ou estilísticas.

Sem necessariamente ter passado pelo processo de tombamento.

Pintura: Marlus Daniel - Casa do Artesão - Juazeiro da Bahia
Escultura: Nego D'água - Lêdo Ivo
ORIGEM TEXTO: Revista Nova Escola

PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO

O QUE É

Edificações que, preservadas ou em ruínas, guardam a memória histórica e representam as inovações ocorridas naqueles local ao longo do tempo.

Podem ser monumentos religioso, palácios, casas, indústrias.


E prédios oficiais que indiquem um estilo e uma técnica de construção marcante para a comunidade.

ORIGEM TEXTO: Revista Nova Escola

PATRIMÔNIO IMATERIAL

O QUE É
O conjunto de práticas e saberes transmitidos de geração em geração que diferenciam determinado povo ou região. Danças, músicas, expressões, lendas, festa, celebrações, conhecimentos e técnicas, assim como instrumento, artefatos e lugares, carregam em si uma memória coletiva.

TEXTO: Revista Nova Escola

PATRIMÔNIO NATURAL

O QUE É

Todo local cuja natureza relevância para uma população. É o lugar que apresenta relações significativas com a sociedade, por causa das lendas e da história ou da economia a ele associada.


A raridade, a importância de um bioma ou a beleza de seu conjunto também recebe a classificação de patrimônio natural.

TEXTO: Revista Nova Escola
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia