quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Juazeiro da Bahia - Carnaval 2015

 O Primeiro dia do Carnaval 2015 de Juazeiro da Bahia foi só Alegria!
 Coloque Nilton Freitas, Jaime Caldas, Pedro Biloto, Mametto, Bell Marques mais o povo de Juazeiro e misture; Vai dar Alegria! mesmo que depois vire Saudade.
 Juazeiro provou que gosta de festa! (não precisa nem provar)  gosta de qualidade, só falta o domingo todos os polos funcionarem ao mesmo tempo:  o polo João Gilberto, Ivete Sangalo e Luiz Galvão.
Junto como  feijoada do Dadau que é Maravilhosa. Festa de qualidade.
Quem já fez 10 dias de festa, fica facil no domingo todos os Polos funcionrem. Parabéns a prefeitura ao Prefeito Isaac, a rapaziada   e a todos que organizaram e estão participando da festa e a rapaziada da cidade. "Eu acredito na força da Rapaziada.''
Saber Mais:

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Homenagem aos 30 anos do Axé!


Há 30 anos, Salvador encontrou o seu ritmo. O ritmo que mexe com o de nosso povo. Que arrepia, alimenta e enche a gente de orgulho. Muito obrigado, Axé! Prefeitura de Salvador 

População aprova o ‘Programa Mais Esporte’ na Ilha do Fogo

 Por Luzete Nobre/PMJ 

Para que os juazeirenses possam curtir a estação mais quente do ano perto do Rio São Francisco, a Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Educação e Esportes (SEDUC) e em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEDETUR), realizou neste domingo (18) o Programa Mais Esporte na Ilha do Fogo. Cerca de 200 pessoas prestigiaram o evento participando de ginástica funcional, jogos de vôlei (feminino e masculino), passeio de caiaque, futevôlei e capoeira.
A moradora do Centro de Juazeiro, Georgia Borges, falou da importância do Programa. “A secretaria de esportes está de parabéns por incentivar as pessoas a praticarem exercício físico. Sempre venho tomar banho no Rio e é bom saber que pelo menos uma vez na semana temos a oportunidade de usufruir dessas atividades gratuitamente”, disse Georgia.
 Para o casal Roberto da Silva e Angélica Almeida, foi uma manhã muito divertida e saudável. “Sempre que podemos, participamos desses eventos esportivos. É uma ideia muito bacana da Prefeitura proporcionar um domingo diferente a todos nós que já frequentamos a Ilha do Fogo. Além do mais, faz com que as pessoas possam se movimentar e realizar a atividade física que mais gosta”, comentou o casal.
“No verão as pessoas estão mais propensas a se exercitarem, a praticarem esportes e a interagirem mais. O Programa Mais Esporte faz parte de nossos investimentos em qualidade de vida, para proporcionar mais oportunidades de esporte e lazer para a população e atrair os turistas que nesta época do ano visitam nossa cidade”, pontuou o Superintendente de Esportes da SEDUC, Gilberto Pacheco.
Pacheco lembrou que o evento também será realizado no próximo domingo dia (25), das 07h às 12h, na Ilha do Fogo em Juazeiro. Contando com a presença de profissionais de Educação Física e com o apoio da Marinha do Brasil.

Fortalecimento dos Povos de Terreiros de Juazeiro

Aconteceu no Complexo Multieventos da UNIVASF Campus Juazeiro - Bahia o Iº Encontro de Fortalecimento dos Povos de Terreiros de Juazeiro e Petrolina.
O encontro foi muito concorrido devido a necessidade  dos Povos de Terreiros se organizarem. Também aconteceu  exposições, apresentação de Capoeira, Balé Afro, Afoxé Filhos de Zaze e mesas de debates.
Presente os vereadores Tiano Felix (PT) de Juazeiro e Cristina Costa (PT) de Petrolina. Autores do Projeto de Lei do Dia Municipal de Povos de Terreiros

domingo, 18 de janeiro de 2015

Exposição no Museu Regional do São Francisco - Carnaval de Juazeiro 2015

O Museu Regional do São Francisco realiza a exposição sobre a história do Carnaval de Juazeiro.
Estiveram  presentes na abertura da exposição, ex miss, carnavalescos, a históriadora e professora Bebela e o nosso grande jornalista Paulo César que também faz parte do Carnaval de Juazeiro.
A exposição fica até quarta - feira de cinza.
O jornalista  Paulo César na época das batucadas.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Representantes do Conselho dos Direitos Humanos tomam posse em Juazeiro

Por Emanuelle Lustosa/SEDIS

Nesta terça-feira (13), foi realizada na Casa dos Conselhos, a posse dos membros do Conselho Municipal de Diretos Humanos – CMDH, em DSCN6297 siteJuazeiro. O Decreto nº 009/2015, que nomeia os membros do CMDH foi publicado no Diário Oficial, na última segunda-feira, 12 de janeiro.

Durante a solenidade, representando o prefeito Isaac Carvalho, o assessor interinstitucional da Prefeitura, Roosevelt Duarte deu posse aos 18 conselheiros titulares e 18 suplentes do Conselho, que tem como missão promover e defender os direitos humanos mediante ações de prevenção, proteção ou reparação por violações ou ameaças a esses direitos. “O governo municipal entende esse espaço como um campo de atuação direta da própria cidadania. Foi um grande passo para o fortalecimento da sociedade civil, democratização e fortalecimento da luta e das políticas públicas de direitos humanos”, afirmou Roosevelt.

O CMDH tem em sua composição  09 representantes do poder público e 09 membros de organizações da sociedade civil.O titular e representante do movimento LGBT, Jorge Luiz, disse que este é um grande avanço para o município. “Vamos ter um espaço para promover a discursão e buscar ações que contribuam para o enfrentamento à discriminação e à homofobia”, ressaltou Jorge.

Ao final da solenidade, a plenária definiu que a eleição da diretoria doDSCN6300 site CMDH será realizada no dia 04 de fevereiro. Estavam presentes na solenidade, representantes da SEDIS, SESAU, Cultura e Juventude, do Gabinete do Prefeito, da Câmara de Vereadores, o titular Adriano Bastos, da Univasf, Direc 15, Guarda Municipal, União Brasileira de Mulheres (UBM), União da Juventude Socialista (UJS), Associação de Pescadores e Pescadoras, Fórum de Promoção da Igualdade Racial, Federação Municipal das Associações de Moradores (FMAMEAJ), Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato dos radialistas, Fundação Projeto Sopão, Instituto Mocidade, Liberdade e Cidadania (IMLC).

Ilha do Fogo será palco de atividades esportivas e de lazer

Por Ramáiana Leal/ SEDUC
Através de uma parceria entre as Secretarias de Educação e Esporte IMG_3676 site(SEDUC) e de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEDETUR), o Programa Mais Esporte lança o projeto Esporte e Lazer na Ilha do Fogo. As inscrições para o evento que acontece das 07h às 12h, nos dias 18 e 25 de Janeiro, na Ilha do Fogo; serão realizadas no Ginásio de Esportes Aloísio Viana, em horário comercial.
 De acordo com a organização, haverá aulas de ginástica funcional, jogos de vôlei e futevôlei, aulas de zumba e passeio de caiaque. Tudo sendo direcionado por profissionais de Educação Física e com apoio da Marinha do Brasil.
O Superintendente de Esportes, Gilberto Pacheco, disse que a ideia de realizar o projeto Esporte e Lazer na Ilha surgiu da necessidade de se aproveitar a época de férias escolares e fomentar ações afirmativas a esse público. “Queríamos elaborar uma agenda de atividades para que os estudantes de férias possam aproveitar o nosso potencial turístico através de ações oferecidas pela SEDUC e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo”, informou Gilberto.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Juca Ferreira sinaliza as prioridades da sua nova gestão

Trabalhar com amplo diálogo e participação social, aprimorar o sistema de financiamento da cultura, modernizar a legislação de direitos autorais, buscar a aprovação da PEC da Cultura, reforçar parcerias culturais com outros países, criar uma política nacional para as artes e ampliar o acesso aos bens culturais via ambiente digital. Com esses compromissos, o sociólogo Juca Ferreira iniciou hoje (12/1) sua segunda gestão frente ao Ministério da Cultura (MinC).

Com presença maciça de artistas, produtores culturais, grupos e coletivos culturais, ministros de Estado, parlamentares e outras autoridades, Ferreira recebeu o cargo da então ministra interina, Ana Cristina Wanzeler, em solenidade realizada nesta manhã, no Teatro Funarte Plínio Marcos, em Brasília.

"O diálogo será um pressuposto da nossa gestão. E o realizaremos por meio de um amplo programa de participação social. Conto com a ajuda dos criadores, de todos os artistas, ativistas e fazedores de cultura para ampliarmos a capacidade de realização do Ministério", destacou o novo ministro.

Ferreira informou que a participação social será exercida por meio de uma reativação "vigorosa" do Conselho Nacional de Políticas Culturais, do fomento à realização de Conferências de Cultura, da presença constante no diálogo com o parlamento e também com a implantação de mecanismos contemporâneos de construção e deliberação on-line. Um desses mecanismos será um Gabinete Digital, que terá os objetivos de dar "transparência absoluta" às atividades do MinC e de ser uma interface de cogestão, aberta e colaborativa, com os cidadãos.
Mais recursos

No discurso, o novo ministro também se comprometeu a trabalhar pela aprovação da PEC da Cultura. "Seria um grande passo conquistarmos essa aprovação", afirmou, sob fortes aplausos. A proposta prevê o repasse anual de 2% do orçamento federal, 1,5% do orçamento dos estados e do Distrito Federal e 1% do orçamento dos municípios, de receitas resultantes de impostos, para a cultura.

Outro ponto citado por Ferreira foi a necessidade de mudanças no atual sistema de financiamento da cultura. "Faremos um esforço conjunto com o Congresso Nacional nos próximos meses para aprovação do ProCultura", destacou Juca Ferreira.

"A cultura brasileira não pode ficar dependente dos departamentos de marketing das grandes corporações. Queremos mais investimento na cultura e esta também deve ser uma das responsabilidades sociais da iniciativa privada. Mas queremos que essa conta seja paga com responsabilidades partilhadas", afirmou.
Procultura
Atualmente em tramitação no Senado Federal, o Programa Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura (ProCultura), previsto para substituir a Lei Rouanet, trará um novo modelo de financiamento federal à cultura e mudanças substanciais no mecanismo de incentivo cultural por meio de renúncia fiscal.

Juca Ferreira ressaltou ainda que irá retomar a agenda de modernização da legislação de direito autoral. "O ambiente digital se desenvolve e se transforma rapidamente, e nossas leis devem acompanhar as novas práticas sociais que surgiram com as novas tecnologias", afirmou. "Implementaremos a lei que prevê a supervisão do Estado sobre as atividades de gestão coletiva de direitos autorais. Essa lei foi uma conquista da mobilização de autores e artistas, que entenderam que o Estado pode e deve auxiliar os criadores na garantia de seus direitos", ressaltou.

A ampliação do acesso aos bens culturais proporcionada pelo ambiente digital é outro objetivo prioritário para a nova gestão, destacou Ferreira. "É um mito que isso só pode ocorrer causando prejuízo aos criadores", afirmou. "O ambiente digital pode sim ser regulado de forma que os criadores tenham novas formas de remuneração pelo seu trabalho criativo. A modernização da legislação pode beneficiar tanto aos criadores quanto atender às demandas dos cidadãos de acessar e compartilhar cultura e conhecimento", completou.
Política das Artes

O ministro afirmou estar convicto de que o Brasil precisa de uma política "vigorosa" para as artes, em escala nacional e com efetiva capacidade de penetração em todos os cantos do país. "É por via deste caminho que afirmaremos definitivamente o Brasil como uma potência estética global, surgida do encontro entre todas as humanidades, da orgulhosa mestiçagem das culturas que aqui coexistem e que mutuamente se transformam neste nosso país do remix", destacou.

"Nada, nada deve ficar de fora de nossa atenção: da literatura às artes visuais, às expressões identitárias, aos conhecimentos, à memória; dos valores à economia da cultura; bem como a moda, a arquitetura, a cultura digital, a cultura alimentar, o design", enumerou.

A transformação do Programa Cultura Viva em política de Estado, em julho de 2014, foi comemorada por Juca Ferreira. "Volto ao MinC com a Lei Cultura Viva vitoriosamente aprovada por força de mobilização da sociedade. Esta lei abre o horizonte para uma maior segurança jurídica no relacionamento entre organizações da sociedade e o Estado, e nos possibilita criar fluxos muitos mais horizontais e transparentes de gestão da política pública em rede", afirmou.

Os servidores do MinC também serão valorizados na nova gestão, garantiu o novo ministro. "Estou a par de muitas das dificuldades enfrentadas pelos servidores, das demandas por melhoria nas condições de trabalho e remuneração. Precisaremos de um esforço de planejamento capaz de dotar o Ministério da Cultura das condições de realização de sua missão institucional, qualificando e modernizando a gestão. Eu acredito em um Estado eficiente e eficaz. Essa será uma luta que teremos que enfrentar juntos", destacou.
Educação

Juca Ferreira afirmou ter recebido com "entusiasmo" a sinalização da presidenta Dilma Rousseff de que a educação é a grande prioridade do novo mandato. "Não existe educação democrática e libertadora sem o que a cultura pode oferecer. A produção e fruição cultural se qualificam a partir de práticas educacionais abrangentes e inovadoras", afirmou.

O ministro ressaltou ainda que, na nova gestão, o Ministério da Cultura voltará a ser espaço para experimentação de novos rumos. "O MinC está de volta para o futuro. O lugar da memória e da inovação, das raízes tradicionais e da nova ousadia criativa, da imaginação e da invenção, reconvocadas a colaborar com o Brasil. Viva o povo e a cultura brasileira!", concluiu.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

Roda de conversa com a cultura


Transmissão ao vivo da roda de conversa entre o ministro da cultura, Juca Ferreira, e setores da cultura.

Juca Ferreira assume hoje o Ministério da Cultura

Juca Ferreira inicia hoje (12) a segunda gestão frente ao Ministério da Cultura (MinC). O novo ministro recebe o cargo da ministra interina, Ana Cristina Wanzeler, em solenidade marcada para às 10h30, no Teatro Funarte Plínio Marcos, em Brasília.

Nos últimos dois anos, Ferreira foi secretário municipal de Cultura de São Paulo. Antes, ocupou o cargo de ministro da Cultura, no período de julho de 2008 a dezembro de 2010.

A solenidade de transmissão de posse é aberta ao público e contará com a presença de artistas, grupos e coletivos culturais, movimentos sociais e representantes de Pontos de Cultura e de vários segmentos da diversidade cultural brasileira. Serão realizadas apresentações culturais dos grupos Seu Estrelo e o Fuá de Terreiro e Orquestra de Laptops de Brasília. O evento terá transmissão ao vivo pelo portal do MinC. 

À tarde, Juca Ferreira terá uma extensa agenda. Às 15h, em reunião fechada, o ministro conversará com secretários estaduais de Cultura. Às 17h, participará da Roda de Conversa, aberta ao público, que também será transmitida ao vivo pelo portal do Ministério da Cultura e realizada no Teatro Plínio Marcos, em Brasília.

Durante todo o dia, o portal e as redes sociais do Ministério da Cultura darão visibilidade à cobertura colaborativa da solenidade de posse e da roda de conversa, com posts, textos, fotos e vídeos. Será utilizada nas redes sociais a hashtag #VivaCultura.

Os interessados em divulgar a cerimônia de posse podem distribuir o convite por e-mail ou compartilhar via Facebook.

Perfil

Nascido em Salvador (BA), Ferreira atuou na militância estudantil, tendo sido eleito presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) em 1968. Não chegou a assumir o cargo, já que a eleição ocorreu no mesmo dia da instituição do AI-5.

Atuou na resistência ao regime militar, o que lhe rendeu nove anos de exílio no Chile, na Suécia e na França. De volta ao Brasil, após a Anistia, trabalhou como assessor especial da Fundação Cultural do Estado da Bahia, onde desenvolveu diversos projetos ligados à área cultural.

Em 1981, iniciou militância na área ambiental. Em 1988, filiou-se ao Partido Verde (PV). Na década de 90, foi secretário de Meio Ambiente da cidade de Salvador e presidente da Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente. 
 Foi eleito duas vezes vereador pela capital baiana, em 1993 e em 2000. Durante a segunda legislatura, em 2003, foi convidado por Gilberto Gil para assumir a Secretaria-Executiva do Ministério da Cultura, cargo que exerceu por cinco anos e meio. Com a saída de Gil, assumiu o ministério de julho de 2008 até o final do governo do ex-presidente Lula.

Em sua primeira gestão à frente do Ministério da Cultura, Ferreira trabalhou na construção de importantes projetos de lei, como o do Vale-Cultura e do ProCultura, na modernização do direito autoral e na consolidação do Programa Cultura Viva, atualmente Política Nacional de Cultura Viva, que busca fomentar atividades culturais já existentes por meio dos Pontos de Cultura e das manifestações culturais da diversidade brasileira.

Ferreira substitui a paraense Ana Cristina Wanzeler, que assumiu o Ministério da Cultura interinamente após a saída da ex-ministra Marta Suplicy, em novembro de 2014.

Serviço
Solenidade de transmissão de cargo de ministro da Cultura para Juca Ferreira
12 de janeiro, às 10h30
Local: Teatro Funarte Plínio Marcos - Eixo Monumental, Setor Divulgação Cultural – Brasília (DF).

Roda de conversa
12 de janeiro, às 17h
Local: Teatro Funarte Plínio Marcos - Eixo Monumental, Setor Divulgação Cultural – Brasília (DF).


Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Cultura 

Tombamento de patrimônios no Brasil


Preservar o patrimônio histórico e artístico é uma tarefa importante que cabe não só ao poder público mas a comunidade como um todo. Mas como funciona na prática esse processo? (Repórter Brasil Manhã, TV Brasil.

Valor Cultural - Ilha do Fogo Patrimônio Cultural Material e Imaterial

O Patrimônio Cultural pode ser definido como um bem (ou bens) de natureza material e imaterial considerado importante para a identidade da sociedade brasileira.
Segundo artigo 216 da Constituição Federal, configuram patrimônio "as formas de expressão; os modos de criar; as criações científicas, artísticas e tecnológicas; as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; além de conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico." 
 No Brasil, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) é responsável por promover e coordenar o processo de preservação e valorização do Patrimônio Cultural Brasileiro, em suas dimensões material e imaterial.  
Os bens culturais imateriais estão relacionados aos saberes, às habilidades, às crenças, às práticas, ao modo de ser das pessoas. Desta forma podem ser considerados bens imateriais: conhecimentos enraizados no cotidiano das comunidades; manifestações literárias, musicais, plásticas, cênicas e lúdicas; rituais e festas que marcam a vivência coletiva da religiosidade, do entretenimento e de outras práticas da vida social; além de mercados, feiras, santuários, praças e demais espaços onde se concentram e se reproduzem práticas culturais.
Na lista de bens imateriais brasileiros estão a festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, a Feira de Caruaru, o Frevo, a capoeira, o modo artesanal de fazer Queijo de Minas e as matrizes do Samba no Rio de Janeiro.

O patrimônio material é formado por um conjunto de bens culturais classificados segundo sua natureza: arqueológico, paisagístico e etnográfico; histórico; belas artes; e das artes aplicadas. Eles estão divididos em bens imóveis – núcleos urbanos, sítios arqueológicos e paisagísticos e bens individuais – e móveis – coleções arqueológicas, acervos museológicos, documentais, bibliográficos, arquivísticos, videográficos, fotográficos e cinematográficos.
Entre os bens materiais brasileiros estão os conjuntos arquitetônicos de cidades como Ouro Preto (MG), Paraty (RJ), Olinda (PE) e São Luís (MA) ou paisagísticos, como Lençóis (BA), Serra do Curral (Belo Horizonte), Grutas do Lago Azul e de Nossa Senhora Aparecida (Bonito, MS) e o Corcovado (Rio de Janeiro).
 Bens culturais imateriais estão relacionados aos saberes; já os materiais são os palpáveis, como o arqueológico e o paisagístico

domingo, 11 de janeiro de 2015

Camarotização

Enquanto isso ...

Pelicano.

sábado, 10 de janeiro de 2015

Águas de Março

Dr. Adolfo Viana

Heráclio França
Minha infância em Juazeiro deu-se o hábito de venerar as pessoas. Com o tempo, viraria mania, pois até hoje sou vidrado na velharia. E, se elas fossem de prol, isto é, se tivessem história para a gente ouvir, melhor ainda. Uma das grandes figuras que me deixavam fascinado era Dr. Adolfo Viana. Eu já gostava dos modos dele. O andar, a oz cheia de prazer, as calças sem passador etc. Cansei de andar nos seus pisos, dos fundos igreja, onde morava, até a farmácia de Piroca, ou dele, na rua d’Apolo, só para ter o prazer de ver de perto aquela fulgurante simpatia. Para completar, já adolescente, li na revista O Cruzeiro uma crônica do historiador Gustavo Barroso, em que ele dizia que Adolfo Viana tinha sido médico combatente na Guerra de Canudos. Pronto, aquilo me deixou brioso. O velho médico viraria meu ídolo, de quem, daí em diante, procurei escarafunchar mais coisas. Todos eram unânimes em enaltecer a sua inteligência superior, sua invejável eloquência, e, sobretudo, de uma verve fora do comum. Choveram casos, todos eles encimados pelo bom humor do Dr. Adolfo Viana. Um deles guardei para sempre.
Minha geração alcançou a igreja matriz, hoje catedral, caindo aos pedaços, seguer rebocada; a caridade dos fiéis só dava para os andaimes; as portas, uns trapos - o sujeito entrava e saía a seu belprazer, nem precisava empurrá-las.
Um dia, Monsenhor Costa, antigo vigário de Juazeiro, amigão de Dr. Adolfo, cedinho ainda, entrou pelo armengue dos fundos, a da sacristia, e qual não foi o susto que levou ao botar os olhos piedosos numa tremenda porcaria que um malandro fizera atrás do altar, o sujeito descomera mais de um quilo certinho.
Irritadíssimo, claro, o padre sai bradando mil e uma descomposturas ao autor de tamanha heresia, um sacrilégio bom de excomunhão.
Já no meio da rua, ainda demostrando compreensível animosidade, Monsenhor Costa, dá se cara com Dr. Adolfo Vianna, a quem relata a desgraça que acabara de presenciar, prometendo fazer e acontecer, chamar a polícia para invetigar e punir severamente ‘’um capadócio desse’’.
Para acalmar o vigário, Dr. Adolfo leva-o á sua casa, oferece - lhe água, café - e nada. Monsenhor Costa tinha razão ,mas, como bom religioso que era, por sinal, liberal-issimo, Dr. Adolfo sai com esta:
- Ô Costa, cê sabe lá se não foi uma promessa?

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Agenda Cultural - Petrolina e Juazeiro

 Freitas e Super Banda, Mametto e Bell Marques
Secretaria Executiva de Turismo
Prefeitura Municipal de Petrolina
 87 3862 3936
Centro de Convenções de Petrolina, s/n, Centro
Petrolina/PE   CEP: 56300-000

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Inscrições para Rei Momo e Rainha do Carnaval se encerram essa semana


Por Paulo Carvalho/SECJU

Aos interessados em participar da eleição para Rei Momo, Rainha e Princesas do Carnaval de Juazeiro, a Secretaria de Cultura e Juventude do Município (SECJU) lembra que as inscrições estão se encerrando. Os candidatos têm até o dia 09 de janeiro, próxima sexta-feira, para efetuarem suas inscrições, gratuitas, na sede da secretaria, situada à Avenida Carmela Dutra, 683, Centro, (de frente para a orla da cidade), no horário das 08 às 13 horas.
 logo
Segundo a SECJU a procura pelas inscrições ainda é pouca, “creio que devido às festividades de fim de ano, mas estamos abertos para tirar dúvidas sobre o Edital e sempre dispostos a ouvir os candidatos”, explicou o titular da pasta, Donizete Menezes, que aproveitou para reforçar o convite. “É a oportunidade que os foliões apaixonados pelo carnaval de nossa cidade, que desejam ser Rei Momo e Rainha da folia juazeirense, têm para realizar esse sonho. E o município ficará bastante agradecido e feliz em coroar um Rei Momo escolhido pelo povo de Juazeiro”.

Ainda segundo a secretaria de Cultura, os eleitos, (rei, rainha e princesas), receberão da Prefeitura Municipal, através da SECJU, todos os ornamentos que compõem os títulos (fantasias, coroa, cetro e faixa) e premiação paga aos vencedores. Os candidatos eleitos, Rei Momo e Rainha do Carnaval, receberão cada um o prêmio de R$1.000,00 (mil reais) e as duas Princesas o prêmio de R$ 500,00 (quinhentos reais).

A SECJU também lembra aos interessados que após as inscrições, os selecionados, (5 homens e 10 mulheres), participarão de uma votação popular pela página oficial do Carnaval de Juazeiro no facebook www.facebook.com/Carnaval.de.Juazeiro.Rei Momo e Rainha de outros carnavais

A votação popular estará aberta na rede social a partir do dia 13 de janeiro, e toda a população de Juazeiro está convidada a votar, escolhendo o seu Rei Momo, e a sua Rainha com suas princesas. O Carnaval de Juazeiro será realizado nos dias 28, 29, 30 e 31 de janeiro, uma semana antes da data oficial, e toda a programação se encontra no site da prefeitura www.juazeiro.ba.gov.br. Outras informações, inclusive sobre o Edital do Concurso para Rei Momo e Rainha do Carnaval, também estão na página da prefeitura na internet. 
Saber Mais 

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Os Estatutos do Homem


Artigo I 
Fica decretado que agora vale a verdade. Agora vale a vida, e de mãos dadas, marcharemos todos pela vida verdadeira. 

Artigo II 
Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive as terças-feiras mais cinzentas, têm direito a converter-se em manhãs de Domingo. 

Artigo III  
Fica decretado que, a partir deste instante, haverá girassóis em todas as janelas, que os girassóis terão direito a abrir-se dentro da sombra; e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro, abertas para o verde onde cresce a esperança.

Artigo IV   
Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar do homem. Que o homem confiará no homem como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar, como o ar confia no campo azul do céu.

Parágrafo único: O homem, confiará no homem como um menino confia em outro menino.

Artigo V  
Fica decretado que os homens estão livres do jugo da mentira. Nunca mais será preciso usar a couraça do silêncio nem a armadura de palavras. O homem se sentará à mesa com seu olhar limpo porque a verdade passará a ser servida antes da sobremesa. 

Artigo VI  
Fica estabelecida, durante dez séculos, a prática sonhada pelo profeta Isaías, e o lobo e o cordeiro pastarão juntos e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

Artigo VII
Por decreto irrevogável fica estabelecido o reinado permanente da justiça e da claridade, e a alegria será uma bandeira generosa para sempre desfraldada na alma do povo.

Artigo VIII
Fica decretado que a maior dor sempre foi e será sempre não poder dar-se amor a quem se ama e saber que é a água que dá à planta o milagre da flor.

Artigo IX
Fica permitido que o pão de cada dia tenha no homem o sinal de seu suor. Mas que sobretudo tenha sempre o quente sabor da ternura.

Artigo X
Fica permitido a qualquer  pessoa, qualquer hora da vida, uso do traje branco.

Artigo XI
Fica decretado, por definição, que o homem é um animal que ama e que por isso é belo, muito mais belo que a estrela da manhã.

Artigo XII
Decreta-se que nada será obrigado nem proibido, tudo será permitido, inclusive brincar com os rinocerontes e caminhar pelas tardes com uma imensa begônia na lapela.

Parágrafo único: Só uma coisa fica proibida: amar sem amor.

Artigo XIII
Fica decretado que o dinheiro não poderá nunca mais comprar o sol das manhãs vindouras. Expulso do grande baú do medo, o dinheiro se transformará em uma espada fraternal para defender o direito de cantar e a festa do dia que chegou. 

Artigo Final.
Fica proibido o uso da palavra liberdade, a qual será suprimida dos dicionários e do pântano enganoso das bocas. A partir deste instante a liberdade será algo vivo e transparente como um fogo ou um rio, e a sua morada será sempre o coração do homem.

Thiago de Mello
Santiago do Chile,  abril de 1964

domingo, 4 de janeiro de 2015

Carnaval de Juazeiro 2015 - Programação

Bell Marques abre o carnaval de Juazeiro
Pode chegar! De 28 a 31 de janeiro, Juazeiro será pura alegria porque o Carnaval da Bahia começa aqui. E quem vai abrir a festa será o cantor Bell Marques no Polo João Gilberto, na Orla II.

A programação completa já está fechada e a coordenação do evento garante que a festa irá atender a todos os foliões. Rock, samba, forró, funk, reggae e claro, o axé baiano não deixará ninguém parado nos quatro dias de folia.

Algumas atrações como Saulo Fernandes, Tomate, Edson Gomes, Nelson Rufino, Ricardo Chaves, Margareth Menezes e Luis Caldas já estão confirmadas

Quer saber o que o cantor Bell Marques está preparando para a maior prévia carnavalesca da Bahia? Acesse o site oficial do Carnaval e as nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que irá rolar na maior festa popular do interior da Bahia.

Oração ao Tempo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia