quarta-feira, 19 de maio de 2010

STREET DANCE - DANÇA DE RUA

Street dance: entrar em forma pode ser divertido

Conheça mais sobre a dança de rua que surgiu no início do século passado e se consolidou na década de 1960.Como o próprio nome diz, street dance é dança de rua . Foi a partir de 1929, quando os dançarinos e músicos dos cabarés nos Estados Unidos ficaram desempregados e começaram a se apresentar ao ar livre, que criou-se o estilo, popularizado no final dos anos 1960 pelo cantor James Brown com o funk. Na década de 1980, surgiu o break, uma das muitas vertentes do street dance, que explodiu e virou mania no mundo inteiro.
"O street dance está vinculado ao movimento hip hop , que engloba arte visual (grafite), música (rap) e dança (street dance), mas também pode ser aprendido nas academias e escolas de dança", explica o professor Cleiton Alves K-jú*.
O hip hop surgiu na década de 1960, quando o movimento de luta pelos direitos civis nos Estados Unidos se fortaleceu e começou a valorizar a cultura negra. Foi aí que surgiram os mestres de cerimônia (MCs), os vocalistas de rap, os disc-jockeys (DJs), os grafiteiros e o street dance. A dança, aliás, surgiu como protesto contra a guerra do Vietnã, pois imitava os movimentos dos feridos em combate, daí o nome hip (quadril) hop (pulo). No início, muitos resolviam os problemas com violência, mas daí surgiu a idéia de fazer disputas de break na rua.
Entre as várias ramificações - b-boy (break), popping, locking, hip hop free style - a mais popular hoje em dia é a última, que permite incluir todos os estilos . O hip hop free style é o preferido das meninas, ao contrário dos garotos, que se identificam mais com o b-boy, mais acrobático. O hip hop free style abrange as técnicas de diferentes danças e suas variações, somadas aos movimentos dos estilos clássicos do hip hop e da criatividade do dançarino.
No street dance, os movimentos são acrobáticos e incluem giros do corpo, saltos e chutes combinados a estilos como o jazz e a capoeira, que são adaptados aos parâmetros do hip hop. Também são valorizadas as expressões faciais e a mímica .
A exemplo de outras atividades físicas, este estilo de dança traz muitos benefícios para o corpo : melhora o condicionamento cardiovascular, ajuda a desenvolver o ritmo, a coordenação motora e promove grande queima calórica, ajudando a emagrecer. "Além disso, os alunos também aprendem sobre a cultura do hip hop", diz o professor.
Para aprender, o ideal é fazer aulas de 60 minutos pelo menos duas vezes por semana. "Quem tem facilidade geralmente sai dançando logo no primeiro dia", garante o mestre. Que tal experimentar ?
*Cleiton Alves K-jú, coreógrafo, professor e dançarino especializado nas danças da cultura hip hop. Trabalha nas escolas de dança Ballet Art, Promenade e Instituto Levitas, em São Paulo.
ORIGEM: Site da Nestlé
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia