segunda-feira, 27 de setembro de 2010

TRUQUES E MAGIA


O mágico John Mulholland, um dos mais conhecidos dos Estados Unidos, talvez nunca tivesse imaginado que um dia poderia trabalhar para o Governo. Por sua vez, a CIA - a agência americana de inteligência e reduto dos espiões - jamais poderia acreditar que um dia utilizaria técnicas mágicas. No entanto, profissionais e profissões – repletas de segredos – acabaram se encontrando em um dos mais tensos períodos da história mundial: a Guerra Fria. O resultado deste encontro está no livro “CIA - Manual Oficial de Truques e Espionagem” que a e Lua de Papel, do grupo LeYa, lança em setembro. A obra se baseia no único arquivo que não foi eliminado e acabou sendo encontrado por H. Keith Melton e Robert Wallace, em 2007: o manuscrito do manual de Mulholland com técnicas de mágica para os agentes da CIA, adaptadas como truques de espionagem.
Em 224 páginas, H. Keith Melton e Robert Wallace explicam que após uma experiência bem-sucedida da União Soviética com uma bomba-atômica, o Governo dos EUA teve que repensar sua estratégia para conter o avanço do comunismo e lutar em igualdade com a URSS – inimigo que o país considerava como “sem escrúpulos”. Por conta disso, a CIA foi autorizada a criar programas mais defensivos e surgiu o MKULTRA, um dos programas mais secretos e delicados da agência. E um dos seus 149 subprojetos era a contratação de John Mulholland, para ensinar aos agentes a aplicar as técnicas aprendidas por ele de forma discreta.
O que mais interessou à Cia foi o fato do mágico ser especialista em realizar seus truques a poucos metros da plateia. Considerado então como o professor perfeito, Mulholland foi contratado para desenvolver “manuais para espiões”. Entre os truques ensinados, vale destacar: “escapologia”, “troca de identidade”, “neutralização da expressão facial”, “manuseio de pó e líquidos”, além de “como colocar furtivamente uma pílula - ou outra substância - em uma bebida ou em uma comida a ser consumida por um alvo”.
Como contratado pelo órgão mais secreto do país, John Mulholland teve que fazer um juramento já muito conhecido para a sua profissão - o de nunca revelar um segredo. Acordo que tanto ele quanto a CIA cumpriram. O único exemplar dos manuais que, erroneamente, não foi destruído acabou encontrado por dois funcionários da agência, quase 50 anos depois de sua criação. Após atestarem sua legitimidade, Robert Wallace e H. Keith Melton restauraram o que foi possível dos manuscritos e o resultado é a compilação desses manuais supersecretos, alguns dos únicos documentos que sobraram para desvendar o misterioso programa MKULTRA.
Ficha Técnica
Título: CIA – Manual Oficial de Truques e Espionagem
Autores: H. Keith Melton e Robert Wallace
Formato: 16x23 cm
Brochura
Nº de páginas: 224
Preço: R$ 34,90

Sobre os autores
H. Keith Melton é uma autoridade na tecnologia de espionagem reconhecida internacionalmente. Consultor histórico da CIA, Técnico do Historian Tradecraft Interagency Training Center, Washington, DC, e autor de vários livros, incluindo Ultimate Spy.

Robert Wallace é o ex-diretor do escritório de Assistência Técnica da CIA. Ganhador da Medalha de Mérito da Inteligência, ele é o fundador da Artemus Consulting Group, uma empresa privada de segurança nacional, e colaborador do Centro da CIA para o Estudo da Inteligência.
Sobre a Lua de Papel
A editora Lua de Papel é uma das mais importantes do grupo LeYa – formado por 18 editoras em Portugal e que acaba de ser fundada no Brasil. Seguindo o caminho da matriz e com o objetivo de criar uma identidade própria e firmar-se como uma das grandes editoras no país, a editora Lua de Papel tem como Publisher, Pedro Almeida, e conta com uma equipe própria de editorial, marketing e comercial.

FONTE: FÓRUM DE DIREITO DE ACESSO A INFORMAÇÃO PÚBLICAS




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia