sexta-feira, 9 de outubro de 2009

DADOS BIOGRÁFICOS - MARIA FRANCA PIRES

MARIA FRANCA PIRES nasceu em Remanco-BA, na fazenda Salinas, a 60 Kms da sede do Município, a 5 de novembro de 1921. Filha única do casal CLODOALDO PIRES COSTA E D. CARLOTA ANGÉLICA DA FRANCA,
ficou órfa de mãe aos 9 anos de idade. (Sua mãe morreu muito jovem, com apenas 32 anos).
Entre os 2 e 3 anos de vida veio com o pai morar em Juazeiro-BA, onde tem domicílio até agora. Cursou aqui o primeiro e segundo anos primários com as professoras ALZIRA e MARIA JOSÉ SANTANA. Do 3º em diante estudou na Escola Rural N. S. Maria Auxiliadora em Petrolina-PE, até diplomar-se Professora em 03.12.1939. Ali mesmo lecionou nos dois primeiro anos de formada, indo em seguida a Salvador-BA, prestar concurso para o Magistério Primário da rede estadual de ensino, em 1943, sendo aprovada. Sua nomeação, como aliás acontecia àquela época, demorou muito a sair ( quatro anos). Estando ela, porém, na capital, esperando ser nomeada na profissão. Resultado é que terminou sendo uma das fundadoras da Escola do SENAI naquela cidade, em 1945. E em 1947 ensinou na Escola Abrigo dos Filhos do Povo, na Liberdade, da qual era então diretor o pai da hoje conhecidíssima IRMÃ DULCE, Dr. José Augusto Lopes Pontes.
Nomeada para o Estado em 1947 foi ensinar em Bom Jesus da Lapa. Em 1950 veio para Remanso, sua terra natal, de onde pediu transferência para Juazeiro em 1951. Aqui desenvolveu fartamente sua vocação de educadora e pesquisadora de nossos usos e costumes.
Principais atividades em Juazeiro: Professora Emérita, Vice-Diretora do Grupo Escolar Companhia de Navegação do São Francisco, Diretora do Departamento de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal ( entre fevereiro e novembro de 1987). Coordenadora de Cultura e Artesanato do Centro Social Urbano de Juazeiro, atualmente à disposição da Secretaria Municipal de Atividades Sociais (S.A.S). Entre os anos 50 a 70 dirigiu a Associação de Pais e Mestre de nossa cidade, entidade por ela organizada e fundada contando com a colaboração de outras eminentes educadoras.
Com ilustrações de PARLIM, artista plástico juazeirense que muito a estimulou e incentivou, publicou recentemente (outubro de 87) LENDAS DO VELHO CHICO, pequena coletânaa das principais crendices de nossa gente. Com igual colaboração publica agora JUAZEIRO -BAHIA, resumo histórico de nossa terra e nosso povo
TEXTO: Joseph Wallace Bandeira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia