quarta-feira, 21 de outubro de 2009

DENTÃO



Os homens de Juazeiro da Bahia gostavam de perambular pelas ruas altas horas da madrugada, sem nenhuma preocupação. O único perigo era encontrar uma "visagem" deste ou outro mundo.

E como encontravam...

No centro da cidade morava um rapaz que não perdia uma festinha no bairro de Piranga. Um dia, ele não foi feliz na volta de mais uma festa. Ao passar no local da antiga Feira do Pau (naquela época, o terreno era coberto de canudeiros) - Ouviu o choro de uma criança. Encheu-se de emoção e de revolta contra a mãe desumana daquele pobre menino. Afastou os ramos de um canudeiro e tirou a criança. Mas, que horror ! Quando a criança, nos seus braços, abriu a boca ao chorar, o homem viu um dente tão grande, tão tão grande, sem pensar duas vezes, jogou-a no chão, meteu o pé na carreira e veio sair junto a um cerca, onde é hoje a Padaria Estrela (Av. Dr. Adolpho Vianna). Aí encontrou um homem, julgando-o com voz trémula, dirigiu-se àquele estranho:

-Graças a Deus encontrei você.

- De onde você está vindo ? que aconteceu ?

O desconhecido, depois de ouvir toda a história, com muita calma, abriu a boca e perguntou:

-Será que o dente da criança era maior do que este ?

O coitado do rapaz apavorou-se quando viu dentro daquela boca um dente descomunal. Saiu correndo sem destino...

Foi a noite dos "fantasmas" dos dentões.

LIVRO VOCÊ ACREDITA EM ASSOMBRAÇÃO ?

Maria Franca Pires

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia