segunda-feira, 19 de outubro de 2009

O GUARDA FANTASMA


A praça da Misericórdia e o bairro Atrás da Banca eram os pontos preferidos pelos "fantasma".
Certa vez, um grupo de amigos voltavam de uma festa e ao chegar à praça da Misericórdia começou uma coisa estranha. Realmente, a coisa estranha estava lá, à espera de quem invadisse o local.
Olhando para um dos poste, eles viram encostado um homem com veste de guarda.
O "fantasma" era do tamanho exato do poste. Ao se aproximarem para confirmação do que estavam vendo, o homem-fantasma estendeu o braço, num gesto de quem avisava estar a passagem interrompida naquela trecho.
A esta altura, o grupo de amigos sentia as pernas enfraquecidas. Deu meia volta no corpo, procurou outro caminho. Teria ainda que fazer uma caminhada para chegar à casa.
O guarda talvez fosse parente do que aparecia na travessa Rosas ou, ambos, pela grande altura, poderia ser da mesma família da "Mulher de Sete Metro".
As vezes, depois da morte, a pessoa insiste em continuar exercendo a função de quando estava viva. Desta forma as assombrações vão aparecendo.
LIVRO VOCÊ ACREDITA EM ASSOMBRAÇÃO ?
Maria Franca Pires


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Nego D'Água

O Nego D'Água

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

OS CONGOS - FESTA DO ROSÁRIO

Rio São Francisco

Rio São Francisco
Juazeiro Bahia